Um dos vulcões mais ativos das Filipinas, localizado perto da capital Manila, expeliu uma enorme nuvem de cinzas neste domingo (12). Milhares de moradores que vivem perto do vulcão Taal foram evacuados e voos foram suspensos por precaução, de acordo com autoridades.

Os sismólogos filipinos registraram movimentos de lava no Taal, cerca de 65 quilômetros ao sul de Manila, e uma erupção pode ocorrer “dentro de alguns dias ou semanas” se essa atividade continuar, de acordo com Renato Solidum, chefe do Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas.

— Me preocupo que possa entrar em erupção, mas deixo isso para o meu destino. Eu só tenho que rezar — disse Eduardo Carino, funcionário de um hotel que fica próximo ao vulcão.

As autoridades filipinas da aviação ordenaram a suspensão dos voos que partem ou que tenham como destino o aeroporto internacional da capital, Ninoy Aquino, depois que foi relatado que a nuvem de cinzas emitida pelo vulcão atingiu uma altura de 15 mil metros.

Inicialmente, as autoridades suspenderam os voos desse aeroporto por algumas horas, mas depois anunciaram que os voos foram cancelados “até novo aviso”.

O secretário de Transporte, Arthur Tugade, pediu às autoridades da aviação que “façam o que for necessário a favor da segurança pública”, de acordo com uma declaração conjunta das autoridades de transporte aéreo. No comunicado, eles também indicaram que planejavam reavaliar a situação na segunda-feira (13). Ainda de acordo com o comunicado, a última erupção do Taal foi em 1977.

O arquipélago das Filipinas está localizado no chamado “anel de fogo” do Pacífico, onde as placas tectônicas colidem, causando terremotos e atividade vulcânica regulares. Em janeiro de 2018, dezenas de milhares de pessoas tiveram que ser evacuadas devido a uma erupção do Mont Mayon, na região central de Bicol.

*Zerohora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here