Arnold Schwarzenegger compara invasão ao Capitólio com “Noite dos Cristais” da Alemanha nazista

Notícias e Comentários do Locutor de Rádio

O ator e ex-governador do Estado da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, divulgou um vídeo na manhã deste domingo (10) em que compara os ataques realizados ao Capitólio, sede do Congresso dos Estados Unidos,  com a “Noite dos Cristais Quebrados” na Alemanha nazista. No episódio que ocorreu na madrugada de 9 para 10 de novembro de 1938, e durante todo o dia que se seguiu, propriedades judaicas foram saqueadas em todo o país, sinagogas foram queimadas e 30 mil judeus presos e deportados, além de 90 mortos.

— Quarta-feira foi o “Dia dos Cristais” aqui nos Estados Unidos. O vidro quebrado estava nas janelas do Capitólio. Mas a multidão não destruiu apenas as janelas. Eles quebraram as ideias que considerávamos certas. Eles não apenas derrubaram as portas do prédio que abrigava a democracia americana, também pisotearam os próprios princípios sobre os quais nosso país foi fundado —  lamentou o ator em um vídeo publicado na sua conta do Twitter.

Entre 2004 e 2011, Schwarzenegger foi governador da Califórnia pelo Partido Republicano, o mesmo de Donald Trump. Ele lembrou que nasceu na Áustria dois anos após o fim da 2ª Guerra Mundial e cresceu em meio ao impacto da Noite dos Cristais, que descreveu como “uma noite de violência contra os judeus levada a cabo em 1938 pelo equivalente nazista dos Proud Boys (grupo da extrema direita dos EUA)”. 

— Tudo começou com mentiras, mentiras e mentiras, e intolerância — destacou.

Schwarzenegger criticou Trump e alertou que os americanos devem estar “cientes das terríveis consequências do egoísmo e do cinismo” e que o presidente “buscou um golpe enganando as pessoas com mentiras”.

— O presidente Trump é um líder fracassado. Ele entrará para a história como o pior presidente de todos os tempos. A coisa boa é que logo ele será tão irrelevante quanto um tweet velho — pontuou.

Veja Mais:  Covid-19 segue a crescer entre mais jovens e atinge população sem comorbidades

No vídeo, Schwarzenegger também mirou integrantes do seu partido que estimularam e se aproveitaram da narrativa de Trump, insuflando a violência da manifestação. Ele citou uma frase do presidente Theodore Roosevelt: 

— Patriotismo significa apoiar o país. Não significa apoiar o presidente.

O ator e ex-governador também mostrou a espada de Conan, O Bárbaro, filme de 1982 que o alçou para o estrelato no cinema. Ele comparou a lâmina da espada à democracia, dizendo que ela precisa ser bem afiada e trabalhada para que continue funcionando, assim como as instituições americanas. Por fim, Schwarzenegger parabenizou o presidente eleito Joe Biden por sua vitória eleitoral, ressaltando ter sido uma vitória “livre e justa”.

No ataque ao Capitólio que ocorreu na última quarta-feira (6), seguidores de  Trump cercaram o Congresso, furaram o bloqueio policial e ingressaram no prédio. Alguns dos invasores se identificam como supremacistas brancos. Comprando a narrativa do presidente derrotado, eles rejeitam o resultado da eleição de 3 de novembro, que deu vitória a Joe Biden. Cinco pessoas morreram com a invasão.

Assista ao vídeo na íntegra:

*GauchaZh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.