CASO DE ESTUPRO – Cristiano Ronaldo teria de voltar a morar em Portugal para não ser extraditado

Notícias e Comentários do Locutor de Rádio

“Há violadas (estupradas) de primeira, violadas de segunda categoria, violadas de terceira categoria etc. Depende do estatuto delas, mas sobretudo, do estatuto deles. Questão de perspectiva.

“Um ‘não’ de de uma p**ta – e tem também ela direito a dizer não – vale nada.

“É mercadoria.

“E se o violador (estuprador) tiver a auréola de herói nacional, é puta de certeza, no mínimo dos mínimos uma aproveitadora sem escrúpulo algum.

“Logo, p**ta.

“Os fatos, que se f**dam os fatos.

“Estava a pedi-las, foi o que foi.

“Felizmente não é a mamãe, a filhota ou o filhote de ninguém.

Porque nesta justiça será sempre uma filha ou um filho da p**ta.”

Ele foi rebatido por uma assessora da Gestifute, empresa que cuida da carreira de Cristiano Ronaldo.

“Há diretores de primeira, diretores de segunda e aqueles que nunca na p. da vida deviam ocupar um lugar de tamanha responsabilidade por não terem o mínimo exigível de qualidade, profissionalismo, isenção, carácter, credibilidade e bom senso. Porque ser diretor de informação da RTP não é o mesmo que ser diretor do jornal da paróquia.

“Porque ser jornalista da RTP exige responsabilidade, ética, seriedade, isenção. Shame on you! (Vergonha de você).

“Director de informação?

“Pobre RTP, que sempre nos habituara a outra qualidade, elevação, responsabilidade e, sim, isenção, insisto. E agora RTP? Em que pé fica a credibilidade da vossa Informação?”

Veja Mais:  Ala do Supremo se incomoda com decisão de Barroso e atua para reverter CPI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.