Como as ‘fake news’ de WhatsApp levaram um povoado a linchar e queimar dois homens inocentes