Tailândia corre contra o tempo para resgatar meninos presos em caverna

Notícias e Comentários do Locutor de Rádio

***Abaixo, sequencia da matéria (não relatada no vídeo)

– Tempo calculado –

“Calculamos o tempo que nos resta, em horas e em dia, no caso de chuva e de que água invada a caverna”, explicou Osotthakorn.

O trajeto de retorno tem vários quilômetros e inclui áreas estreitas.

Alguns trechos terão que ser percorridos debaixo d’água e por este motivo os socorristas estão treinando os jovens para que aprendam a mergulhar.

Na quinta-feira as autoridades não divulgaram vídeos dos meninos. As imagens do momento em que os mergulhadores britânicos encontraram os jovens, com idades entre 11 e 16 anos, na segunda-feira deram a volta ao mundo: eles aparecem magros, reunidos sobre uma rocha.

Desde então a situação do grupo melhorou, pois as equipes de emergência estabeleceram um rodízio para ficar ao lado do grupo, que recebe alimentação e aulas sobre como utilizar o equipamento de mergulho.

Até o momento fracassaram as tentativas para instalar uma linha telefônica que permitira o contato dos meninos com os pais.

Uma nova tentativa de instalação será feita nesta quinta-feira.

“Nossa principal missão é bombear a água”, afirmou o governador, antes de indicar que continua sendo examinada a possibilidade de cavar um túnel vertical.

“Estudamos cada metro quadrado para ver se um dos poços leva à caverna”, disse.

“Muita força”, disse Mario Sepúlveda – um dos 33 mineiros chilenos que ficaram 69 dias sob a terra – aos 12 meninos e seu técnico de futebol.

Sepúlveda revelou que está disposto a viajar à Tailândia para contribuir com sua experiência aos esforços de resgate, em entrevista à AFP.

Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.